Bem Estar Cuide-se por Hospital Santa Paula

Campanha de Sobrevivência à Sepse no Hospital Santa Paula

hospstapaula

O Hospital Santa Paula, centro de excelência em saúde da zona sul da capital paulista e nosso parceiro aqui do LeBlog para assuntos de saúde acaba de receber a certificação de Distinção na Identificação e Tratamento da Sepse, que faz parte do Programa Distinção no Tratamento da doença, desenvolvido pelo Instituto Qualisa de Gestão (IQG), em parceria com o Instituto Latino Americano da Sepse (ILAS).

O projeto consiste em padrões de excelência para atendimento a pacientes, indicadores (centrais e opcionais) e protocolos obrigatórios, baseados nas recomendações da Campanha de Sobrevivência à Sepse. Ele reconhece as instituições de Saúde que demonstram excelência clínica e notável compromisso com o tratamento da doença, apresentando regularmente resultados adequados em termos de desfecho clínico.

hospstapaula1

A Sepse é uma resposta desregulada do organismo frente a uma infecção. Também conhecida como infecção generalizada, a doença é responsável por 30% das mortes em hospitais do Brasil. Para receber a distinção do ILAS e do IQG as unidades de Saúde seguem algumas etapas para o gerenciamento da Sepse. Entre elas, estão: definição do time de profissionais para controle das infecções; treinamento das equipes de enfermagem e médica para reconhecimento precoce e tratamento adequado; descrição do protocolo clínico de acordo com as diretrizes e evidências mais recentes no reconhecimento e tratamento; definição de metas para as várias etapas do paciente na jornada de atendimento e acompanhamento dos parâmetros.

De acordo com a gerente de Qualidade do Hospital Santa Paula, Christiane Padovani, a certificação faz parte do esforço do hospital em oferecer o melhor atendimento aos seus pacientes.

Algumas boas práticas implementadas pelo Hospital Santa Paula, que já possui outros protocolos clínicos certificados, chamaram a atenção dos avaliadores do programa. Como destaques estão o apoio da alta liderança; a definição de um coordenador específico para análise horizontal da adesão médica; a sensibilização e treinamento constantes das equipes, incluindo palestras de pacientes e familiares de pessoas diagnosticados com Sepse hospitalar; coleta de dados e acompanhamento em tempo real das metas definidas; compartilhamento dos resultados com a equipe assistencial.

Para mais dicas de saúde e bem estar, clique aqui.