Filipinas Viagens

Filipinas – Conheça El Nido na Ilha de Palawan

Helicopter Island

Mais uma dica da Ásia, dessa vez a nossa colunista Larissa Baptista escreveu sobre El Nido Uma das praias mais lindas das Filipinas que fica na Ilha de Palawan.

A República das Filipinas é um arquipélago composto por 7.107 ilhas, com três principais divisões geográficas: Luzon, Visayas e Mindanau. A cidade de El Nido fica no extremo norte da ilha de Palawan e é um dos principais destinos turísticos das Filipinas.

As Filipinas são um país de clima tropical e temperatura média de cerca de 27 graus Celcius. Como na região tem grande volatilidade climática, a estação seca e a estação chuvosa se alternam conforme as ilhas (e são muitas), mas as características são essencialmente as mesmas: de janeiro a junho, prevalece a estação seca e de julho a dezembro a estação chuvosa, com variações conforme à área.

De maio até novembro é a época das monções e muitas vezes leva a passagem de tufões. Considerando que nos últimos anos lá tiveram variados eventos naturais e que o deslocamento entre as ilhas é difícil, eu não arriscaria atravessar o mundo para chegar lá durante o período chuvoso.

Fomos em janeiro de 2018 e o clima estava muito bom. Não peguei chuva em Cebu ou em Palawan, apenas em Coron, mas nada que tenha atrapalhado os passeios. Pouco antes de eu chegar fiquei acompanhando o noticiário e em Siargao (parece lindo, mas não deu tempo de conhecer) enfrentou tempestades durante todo o mês de dezembro de 2017, então é bom ao decidir quando e quais ilhas filipinas conhecer, consultar também o clima.

 

PASSEIOS

Existem 4 tours famosos: Tour “A”, “B”, “C” e “D”. Os mais populares são o “A” e “C”, justamente os que fizemos. A procura pelos outros dois tours é muito menor, então não é todos os dias que sairão barcos para estes passeios.

Tour "A"

Tour “A”

Também é possível contratar um barco particular com um barqueiro com a opção de incluir o almoço ou não (para quem estiver em um grupo vale a pena).

Os barcos no geral vão com a média de 8 a 15 pessoas, a depender da estrutura do barco.

Barco

Um dos barcos que fazem os trajetos

Os preços dos “tours” são tabelados, então não adianta perder tempo pesquisando preço pelas agências de turismo da cidade. No pacote está incluído o almoço e normalmente o snorkel, a sapatilha é preciso alugar (quase todos os lugares eram assim) então é melhor ter uma (pelo menos no Tour A). No centrinho de El Nido existem várias “lojinhas” vendendo sapatilhas para água, bolsa impermeável, etc e com preços melhores do que aqui no Brasil (não é muito difícil), então não há com que se preocupar com a mala. Aliás, para El Nido, basta roupa de banho, protetor solar e uma câmera 😉

Tabela de preços

Tabela de preços

A comida dos almoços (já incluídos) era sempre arroz branco, peixe na brasa, camarão, lula, carne de porco, berinjela, salada de pepino, tomate, frutas de sobremesa, água e algum refrigerante (coca-cola); tudo fresco, preparado na hora e servido na praia, tem como não amar?

Fiz o tour A e o C e não consigo decidir qual é o melhor ou o mais bonito. Se eu puder dar uma dica é: faça os dois, não tem como se arrepender. Tem uma opção de fazer os dois tours no mesmo dia, o que eu não faria de jeito nenhum. Se já é corrido ir para tantos lugares em um único passeio, não consigo imaginar como seria conciliar fazer os dois passeios em um único dia e ainda conseguir aproveitar um tempo nas praias, andar de caiaque, mergulhar com snorkel, tirar fotos etc.

Tour A

O passeio vai para Secret Lagoon, Big Lagoon (uma é basicamente a extensão da outra), Secret Lagoon, Shimizu Island e Seven Commando Beach (uma praia que fica na ilha principal, mas que só tem acesso de barco).

Big Lagoon

Big Lagoon

Shimizu Island

Shimizu Island

7 Commando Beach

Seven Commando Beach

Tour C

O passeio começa em Helicopter Island, depois Secret Beach, parada para almoço em Star Beach e Hidden Beach. A última parada foi em Mantiloc Shrine.

Helicopter Island

Helicopter Island

Star beach

Star Beach

Larissa e Rafael em Hidden Beach

Larissa e Rafael em Hidden Beach

Mantiloc

Mantiloc Shrine

LAS CABANAS E NACPAN BEACH

Como as Filipinas são um arquipélago, muitos lugares só são acessíveis de barco e aí a gente fica dependente dos passeios, barqueiros, agências de turismo etc., tem um momento que cansa ficar pingando de lugar em lugar e a gente só quer uma praia para curtir o dia, foi aí que fomos para Nacpan Beach e Las Cabanas.

Nacpan Beach

Nacpan Beach

Nacpan Beach

Nacpan Beach

Las Cabañas

Se não tiver tempo e tiver que optar por uma ou outra, eu sem sombra de dúvidas indicaria Las Cabañas: está uns 15 min de carro do centro de El Nido (tuk tuk custa 150 php, ou seja 3 dólares, mas dá para pechinchar por 120 php) e é mais bonita, apesar de Nacpan ser vendida como uma das praias mais bonitas das Filipinas (discordo!).

Las Cabañas

Las Cabañas

Muita gente vai para Las Cabañas somente para o pôr do sol, mas vale a pena passar algumas horas por lá, caminhar por toda a extensão de areia e almoçar ou tomar um drink/ cerveja em algum dos restaurantes que tem pela praia.

Fim de tarde em Las Cabanas

Fim de tarde em Las Cabañas

Depois para voltar de Las Cabañas para o Centro é só sair da praia e pechinchar com um tuktuk novamente.

Nacpan Beach

Para chegar em Nacpan (fica entre 30 min – 40 min do centro de El Nido) dá para contratar um motorista de tuktuk para passar o dia com você (de 700 php até 1.000 php), ir de van ou alugar uma moto.

A estrada até Nacpan é asfaltada e tinha um trecho mais curto que estava em construção e até o final deste primeiro semestre de 2018 as obras deverão ter sido concluídas. Logo, o meio mais econômico e que te deixa mais livre para passar o tempo que quiser na praia seria de moto.

Muitas pessoas vão de van coletiva, mas com horário certo para ir e voltar (600 php por pessoa em janeiro de 2018) e para quem não estiver sozinho ainda sai mais caro do que contratar um tuktuk.

 

COMO CHEGAR E SAIR

Porto Princesa é a capital da ilha de Palawan e onde está o aeroporto da ilha. Existe um pequeno aeroporto particular na cidade de El Nido, operado pela AirSwift (www.air-swift.com), com poucas opções de voos.

Assim, o jeito “mais fácil” de chegar até a ilha é através do aeroporto de Porto Princesa ou para quem estiver na ilha de Coron é através de barco (speed boat ou regular ferry, os barcos rápidos e lentos, já tratarei desses barcos em um tópico próprio).

Porto Princesa – El Nido

A ilha de Palawan é bem comprida, então de Porto Princesa até El Nido são cerca de 6 horas de viagem. O trajeto pode ser feito de van ou de ônibus. Achei que de van seria mais confortável, mas são muitas horas de viagem e as vans são todas pequenas; provavelmente a viagem de ônibus teria sido mais confortável. A van custou 600 php por pessoa e os ônibus são cerca de 480 php por pessoa.

É muito fácil sair do aeroporto de Porto Princesa e conseguir um transporte até El Nido; praticamente todos os turistas que chegam em Porto Princesa estarão fazendo o mesmo.

Atualmente a Phillipines Airline vende dentro do próprio avião as passagens de van (Lexxus Company) até El Nido, por preço semelhante ao cobrado pelas Vans no terminal ou na saída do aeroporto, então compramos com a aeromoça, ainda dentro do avião os tíquetes (600 php por pessoa). Outras opções seriam: saindo do aeroporto contratar uma van ou pegar um transporte (taxi ou tuktuk) até o terminal de Porto Princesa (fica bem perto do aeroporto) e lá comprar as passagens de van ou ônibus.

Se o voo chegar muito tarde em Porto Princesa você vai precisar pernoitar na cidade. Como os horários variam entre as empresas e conforme a época do ano é bom checar antes o último horário (empresas de ônibus: Cherry buses e RoRo buses).

Tanto as vans como os ônibus param no terminal de ônibus de El Nido. Chegando no terminal é só pegar um tuktuk até o hotel. Os preços não variam entre os tuktuks; para ir até o centro foram 50 php (1 dólar).

 

El Nido – Coron

Se eu tivesse uma única dica para dar para qualquer pessoa que pretenda ir para Coron saindo de El Nido é: não deixe para comprar de última hora. Na verdade logo que souber a data para ir para Coron já providencie a passagem de barco.

Para quem tiver mais tempo e disposição, deve ser incrível fazer a vigem (tanto de Coron para El Nido como de El Nido para Coron) com a Tao experience (https://www.taophilippines.com). São 3 noites e 5 dias no barco, a “hospedagem” é no próprio barco ou em ilhas desertas no caminho, sem absolutamente nenhum luxo, mas fazendo paradas em praias paradisíacas. Eu queria muito ter feito mas a logística da viagem não permitiu.

Em janeiro de 2018 existia apenas uma empresa que fazia o trajeto rápido (speed boat), a Montenegro e segundo os locais me informaram uma outra empresa passaria a fazer o trejeto. Existe também o barco lento (ferry) que é como um dos barcos tradicionais filipinos, mas em proporções maiores (cerca de 100 pessoas), o tíquete para o barco lento é vendido mais facilmente nas lojas de turismo no centro de El Nido, mas ainda assim é melhor garantir com antecedência e não deixar para última hora.

O speed boat leva cerca de 3 horas e meia de El Nido até Coron (minha viagem demorou mais, cerca de 4 horas e meia) e o slow boat é vendido como se demorasse 6 horas, mas esse tempo varia conforme as condições marítimas, então poderá levar mais horas.

Em janeiro/2018, cada um desses barco só saia uma vez por dia, o slow boat às 7 h da manhã todos os dias e o ferry boat às 6 h da manhã. Assim, durante a temporada os barcos ficam cheios e quem não compra a passagem com antecedência não consegue embarcar.

Acabamos ficando um dia a mais em El Nido justamente por não conseguir passagem e conhecemos pessoas que ficaram 2, 3 dias a mais.

As lojinhas de turismo de El Nido no geral só vendem as passagens de slow boat e não vendem os tíquetes do speed boat, pois segundo eles dá muito problema com a Montenegro, então o único jeito é comprar online (jeito mais fácil – https://www.travel-palawan.com) ou direto na própria Montenegro em El Nido, que foi o que fizemos.

A Montenegro é na verdade uma portinha amarela na real Street (próxima ao porto e do Banco), sem nenhuma sinalização (é preciso perguntar no centro onde está) e eles só ficam abertos das 9 h às 11 h (mas eles chegam lá por volta das 9 h 30 min), então se não chegar lá antes de abrirem não dá para comprar a passagem já que quase todas as passagens são vendidas online e sobram poucas para a compra diretamente lá.

Com as passagens na mão é só chegar no terminal no horário indicado e a ida até Coron estará garantida. Ah, MUITA gente passa mal no barco, eu não tive problemas, mas é bom garantir um remédio para enjoo e não comer nada muito pesado.

ONDE SE HOSPEDAR

O centro de El Nido é bem pequeno, para qualquer lugar é fácil de se locomover à pé. O bairro de Corong-Corong (próximo ao terminal de ônibus) já está mais afastado do centro.

No geral os hotéis no centro de El Nido são todos simples, sem grandes luxos e a internet era sempre alvo de crítica em quase todas as reviews que eu lia no booking ou no agoda; o melhor é comprar um chip de internet para o celular, no aeroporto mesmo (um pouco mais caro, mas nada muito expressivo – entre US$ 8 até 16 dólares conforme o plano e operadora) ou em lojinhas nas ilhas.

Fiquei em dois hotéis: El Inggo Tourist Inn e La Soledad. O Inggo Tourist Inn eu reservei pelo agoda.com e o La Soledad encontramos lá mesmo. Em ambos as instalações eram boas e a localização também, mas o La Soledad eu indicaria pelas seguintes razões: a internet era ótima (raro na cidade), muito bem localizado, barato, com café da manhã na porta do quarto e a equipe muito atenciosa: fechamos todos os passeios e tirávamos todas as dúvidas com eles.

No centro de El Nido a melhor área para se hospedar seria essa destacada abaixo. Não fiquei no bairro de Corong-Corong e nem fui para lá em nenhum momento então não tenho como opinar. O bom de ficar no centro de El Nido é que durante a noite existem opções de restaurantes, alguns barzinhos e é bem movimentado.

COMIDA

No sudeste asiático as pessoas costumam ficar temerosas com a comida né? Eu que adoro frutos do mar, adorei a comida por lá; sempre tinham opções frescas de peixe e frutos do mar. Não comi carne ou frango nenhum dia, mas nos passeios sempre tinha a opção de carne de porco, nos restaurantes também.

Almoço em Nacpan Beach

Almoço em Nacpan Beach

Pelo centrinho exitem alguns restaurantes que fazem na churrasqueira o que você quiser: peixes/ frutos do mar/ carne/ frango, é só escolher e eles preparam e te levam na mesa.

No geral eles comem bastante arroz (ásia né!), então para nós brasileiros não tem muita novidade, até para os que arriscam menos sempre existirá a opção arroz + uma proteína.

Imperdível: Mango shake e crepe de banana com nutella. Tem uma sobremesa famosa, o Halo-halo que é um “mexidão” de raspadinha, leite, gelatinha, grãos adoçados, frutas e o que mais a criatividade deles permitir; não gostei muito, nem detestei, mas vale a pena provar.

Mango

Mango Shake

Como El Nido é bem turístico também existem opções internacionais, trattoria Altrove (a pizza é muito boa), um restaurante grego, um árabe, o Big Bad Thai Tailandes (ambiente muito legal, com vista para a praia principal), enfim, tem opções para todos os gostos.

Clique aqui para ver mais dicas da Asia!

Clique aqui para baixar o app da Skyscanner e procurar a sua passagem!