Beleza Bem Estar Pele

Dica de Beleza – Mitos e verdades sobre os Preenchimentos

preenchimentos

A dica de beleza de hoje no LeBlog vem da minha dermatologista, Dra. Daniela Petri, e fala sobre os famosos preenchedores!

Atualmente os preenchedores são uma das substâncias mais usadas nos consultórios Dermatológicos. Eles podem ser definitivos (polimetilmetacrilato, silicone, etc) ou não definitivos, (ácido hialurônico, ácido poli-L-láctico, hidroxiapatita de cálcio) que são chamados de absorvíveis pelo fato de o nosso corpo acabar os absorvendo com o tempo.
A Dra. Daniela costuma utilizar apenas os absorvíveis, por serem de fácil manuseio, resultado rápido e duradouro e com pouco ou nenhum efeito colateral.

Segundo a doutora, momento certo de utilizar os preenchedores é quando as primeiras rugas vão aparecendo, quando perde-se volume, osso ou ainda quando a flacidez da pele começa a aparecer. Nesses momentos, o preenchimento pode entrar em cena com resultados espetaculares. O procedimento pode ser feito pós cirurgia plástica ou não, mas ela não orienta fazê-lo antes de uma cirurgia.
De acordo com o formato do rosto, a quantidade de rugas, o local e a profundidade delas, além perda de volume, flacidez ou a perda óssea, é que se escolhe o preenchedor ideal para cada pessoa. Hoje há no mercado uma gama de preenchedores compostos por acido hialurônico com diferentes tamanhos de molécula, os de molécula muito pequena são usados para promover apenas uma “hidratação injetável” na pele ou para rugas muito finas como, em torno dos olhos, região do buço, pescoço e colo.
Os com molécula um pouco maior são para sulcos discretos, como o “bigode chinês”, região malar, olheiras, e a região temporal, que quando há perda de gordura, dá um aspecto cadavérico ao paciente. Lábios também são preenchidos com esse tipo de ácido.
Já o de molécula grande é usado para dar volume ao rosto, na região malar (uma das primeiras a perder gordura), a região do queixo e e mandíbula. Esse preenchedor é muito recomendado para pós lifting. Outras indicações são para lóbulo de orelha (quando o furo alargou ou quando já existe flacidez no lóbulo), o dorso nasal (quando o nariz tem uma leve assimetria), dorso das mãos (dando aspecto mais rejuvenescido), elevação da cauda das sobrancelhas, e preenchimento dos lábios vaginais (deixando-os mais firmes e com aspecto mais jovem).
Além do ácido hialurônico, o acido poli-L-láctico estimula o colágeno e é muito usado em pacientes a partir de 35, 40 anos. Ele também é absorvível, e suas indicações são para perda do coxim gorduroso, flacidez cutânea, suporte ósseo e reestruturação do contorno facial. Após a aplicação, o estimulo de colágeno ocorre de 10 dias a três semanas. Pode ser feito em pacientes que já usaram ou irão usar o acido hialurônico, mas com um intervalo de 30 dias. Tem ótima indicação para peles finas, e funcionam super bem em pacientes mais jovens , necessitando apenas sessão. A durabilidade varia de 1 a 2 anos, enquanto que o acido hialurônico dura no máximo 1 ano.
A hidroxiapatita de cálcio, outro preenchedor absorvível, é usada apenas para restaurar áreas com perda de volume por ser mais espessa, como no “bigode chines”, malar, queixo e contorno do rosto. A durabilidade é de no máximo 2 anos.

A maioria dos preenchedores citados pela Dra. Daniela Petri são seguros, e tem pouco ou nenhum efeito colateral, é importante serem aplicados corretamente, do contrario podem causar obstruções vasculares com sérias complicações, paralizações nervosas, assimetrias ou ainda, úlceras, necroses e até cegueira, devido a vasta rede nervosa e vascular que temos na face, portanto é essencial procurar um profissional sério e respeitado.
Não é recomendado o uso dos preenchedores em gestantes, pacientes com infecções locais, doenças auto-imunes, e pacientes com preenchedores definitivos prévios.

Clique aqui para ver mais dicas de beleza.

Clínica Dra. Daniela Petri – Rua Dona Adma Jafet, 74 Cj. 146 – Bela Vista / Tel: 11 32574768