Bem Estar Cuide-se por Hospital Santa Paula

Como transformar o café da manhã em um aliado do coração

coracao1

Hoje é dia de dica de saúde aqui no LeBlog e o Hospital Santa Paula trouxe dicas preciosas para tornar o nosso dia a dia mais saudável cuidando do nosso principal órgão do corpo humano, o coração.

Médicos de várias especialidades já chegaram ao consenso de que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Mas um estudo realizado pela Faculdade de Medicina de Sackler, da Universidade de Tel Aviv (Israel), revelou que alguns alimentos podem aumentar as chances de infarto. Segundo o cardiologista-chefe da instituição, Michael Shechter, cereais matinais com flocos de milho e pão branco estão entre os carboidratos que se transformam mais rapidamente em açúcar no sangue e devem ser evitados.

Para ele, as pessoas deveriam incluir carboidratos com baixo índice glicêmico durante a alimentação matinal, a fim de melhorar a saúde e reduzir os riscos potenciais para o sistema cardiovascular.

— Esse tipo de carboidrato é um veneno, já que inibe a função endotelial e representa o risco mais significativo entre os fatores de risco, levando à aterosclerose e às doenças do coração — explica.

Na opinião do diretor técnico do Hospital Santa Paula, o cardiologista Rafael Munerato as pesquisas sobre tema devem evoluir bastante neste sentido.

— Ainda há muito que ser estudado nesse campo. É certo que a disfunção endotelial, ou seja, a manifestação precoce da aterosclerose, precipita as síndromes coronárias agudas e as doenças vasculares graves. E vale ressaltar que altos níveis de açúcar no sangue não representam um importante risco somente para portadores de diabetes, mas para a população em geral”.

Munerato diz que o café da manhã habitual do brasileiro, composto por café com leite, pão e margarina, precisa sofrer algumas modificações.

— É importante que o leite seja magro, o pão seja integral, e a margarina seja livre de gordura saturada. Além disso, é sempre bom acrescentar uma fruta à refeição — destaca.

Clique aqui para ver mais dicas de saúde.