aquiestacoco5

Restaurante Aqui Está Coco em Santiago

O restaurante Aqui está Coco em Santiago é um clássico. Com mais de três décadas de história, o restaurante é visita obrigatória passa pela cidade. Amantes do Chile e de suas riquezas, a família de Coco Pacheco trouxe para o restaurante o equilíbrio … Continue reading

lamar3

Restaurante La Mar em São Paulo

O restaurante La Mar em São Paulo traz o melhor da gastronomia nova-andina para a cidade. A cozinha peruana tem conquistado o gosto dos brasileiros que lotam diariamente o restaurante para comer as delicias que vão muito além dos tão … Continue reading

POSTAGENS RECENTES

VER RESUMOS

Huahine foi o segundo destino da minha viagem pela paradisíaca Polinésia Francesa.

Um destino autêntico e místico! A Ilha de Huahine é uma ilha que fica no arquipélago da Sociedade na Polinésia Francesa, conhecida por sua preservação e natureza selvagem. A ilha é rica em história e herança cultural agregada ao cenário com praias deslumbrantes e uma rica vida marinha. Huahine tem uma populacão de cerca de 6.000 pessoas e é conhecida também por ser um museu a céu aberto onde existem diversos parques arqueológicos e mais de 200 templos polinésios que contam mais sobre a magia do local. O Maeva é o maior deles e é usado pelos ancestrais para cerimônias, sacrifícios e encontros reais.

maitai3

O que fazer

O destino é um sonho tanto para um casal  que quer relaxar e curtir a beleza da Polinésia com seus bangalôs românticos sobre as águas, como também para grupos de amigos ou para os mais  aventureiros.

Além dos passeios arqueológicos, Huahine tem diversas atividades para os visitantes, tais como mergulho nos recifes de corais, tour pela plantação de vanilla, visita à fazenda de pérolas, mergulho com tanque de oxigênio, passeio de Jet Ski, trilha ao Monte Pohuerahi, pesca em alto mar, tour pela ilha em uma embarcação tradicional ou barco particular, safari tour em uma 4×4 e passeios à cavalo.

Nós fizemos um passeio bem bacana com a empresa Poe Island Tour. Partimos em direção ao Sul da ilha, para Fare em um jipe 4×4 com uma ótima narração do guia. O passeio dura cerca de 6 horas e continua de barco pelas ilhas.

huahine4

Paramos em “Peter Owen” para conhecer um pouco mais sobre como as famosas pérolas negras são feitas. No início dos anos 60, as primeiras pérolas negras cultivadas eram colhidas na Polinésia Francesa e logo começaram a ser cultivadas em várias ilhas Polinésias. Hoje, as pérolas são o produto mais exportado na Polinésia Francesa, sendo vital para economia da área.

“As lindas pérolas negras são as mais raras pérolas encontradas na natureza. É fato que para conseguir uma pérola negra você teria que abrir mais de dez mil ostras. Felizmente hoje em dia essas pérolas únicas são mais fáceis de serem encontradas devido ao processo de cultivo de moluscos”.

huahine3

O almoço foi muito especial. Em um Motu privativo (pequenas ilhotas próximas as ilhas maiores) foi organizado um piquenique com comida típica e uma tarde de dança e alegria. Os Polinésios são animados e gostam de mostrar sua cultura de uma forma interessante.

huahine5

Onde comer

Omai é o restaurante do Hotel Maitai Lapita e oferece no menu uma fusão da cozinha Francesa com sabores Polinésios e atmosfera agradável com vista ampla da praia e da lagoa. De tempos em tempos são realizadas “noites polinésias” no próprio Omai, com entretenimento de música local e dança. Há também um menu infantil disponível. O restaurante abre diariamente das 6h30 às 9h30 para o café da manhã, das 11h45 às 14h para almoço, e das 18h45 às 21h para jantar.

maitai5

Yatch Club é um restaurante local bem rústico com decoração Polinésia, localizado de frente para o mar. Posui um menu enxuto com  muitas opções de frutos do mar.

huahine2

Destaque especial para a lagosta que é servida com batatinhas e pode ser pedida nos tamanhos pequeno, médio ou grande.

Onde ficar

Huahine tem somente três hotéis. O “Maitai Lapita Village” fica entre um lago e uma lagoa em um antigo parque arqueológico onde os ancestrais Huahine viviam.

Na parte gastronômica do hotel, além do restaurante Omai citado acima, o Oaoa Bar é inspirado na arquitetura Polinésia ancestral, tem música na piscina e deliciosos drinks que podem ser servidos no próprio bar ou também em meio aos jardins ou na praia. A extensa carta de drinks oferece coquetéis exóticos, cervejas locais refrescantes e excelentes vinhos. Aberto todos os dias das 10h as 22h, e às quintas, sábados e domingos das 17h30 as 6h30 da manhã.

As acomodações oferecem conforto e hospitalidade, restaurante e bar, piscina e múltiplas atividades para diversão e relaxamento totais. São três tipos de acomodações: a Garden Bungalow, localizada no parque botânico do hotel, oferecendo quarto espaçoso e qualidade em serviços; a Premium Garden Bungalow tem quartos espaçosos totalmente equipados e construídos no jardim ao lado das habitações polinésias ancestrais, com seu interior inspirado nas artes da cerâmica local e objetos arqueológicos encontrados na ilha. A varanda é presenteada pelo cheiro das flores exóticas; a Premium Lake Bungalow fica na margem do belo lago Serene, com cama King Size, banheiro separado, ar condicionado e uma ampla sala de estar.

maitai4

O Hotel ainda conta com uma loja com artesanato e roupas feitas por artesãos locais além de um museu dedicado à história do povo local.

Os serviços do hotel incluem wi-fi, serviço de lavanderia, assistência médica, equipamentos de mergulho, coletes salva-vidas e canoas, atividades e excursões, aluguel de carros, scooters e bicicletas.

O Hotel também organiza passeios que podem ser agendadas diretamente no momento da chegada.

maitai6

Existe a possibilidade de se hospedar na casa de um local. É uma opção mais simples e mais em conta e possibilita ao viajante se aprofundar mais na cultura local.

Clique aqui para reservar seu hotel em Huahine.

Informações importantes

Os idiomas oficiais são o francês e o maohi (tahitiano), mas muitos falam inglês e um pouco de espanhol.

A moeda local é o Franco francês do Pacífico XPF mas alguns hotéis e restaurantes aceitam dólar. Melhor trocar uma quantia antes de embarcar para pequenas compras.

Brasileiros não necessitam de vistos para estadias até 3 meses.

Apesar de chover bastante o clima geralmente é bom e as chuvas duram pouco tempo.

Não esqueçam de levar protetor solar, chapéu, chinelo, câmera e se tiverem sapatinhos para caminhar nos corais levem também!

Como chegar: 

Air Tahiti Nui tem vôos saindo de São Paulo para Papeete via Los Angeles com American Airlines (necessário visto americano).

Air Tahiti é a cia aérea nacional da Polinésia e opera vôos a partir de Papeete para diversas ilhas que duram uma média de 20 a 30 minutos, e custam a partir de US$ 150.

huahine

*O LeBlog fez esta viagem à convite da Secretaria de Turismo da França e do Tahiti em parceria com a American Airlines, Air Tahiti e Air Tahiti Nui.

Para mais dicas sobre a Polinésia Francesa clique aqui.

Considerado um dos primeiros hotéis boutique do Brasil, o Txai Itacaré oferece  muitos mimos para seus hóspedes! Com um serviço impecável, muito conforto e simplicidade está situado em um cenário de natureza exuberante do litoral brasileiro.

O Txai faz parte do seleto grupo de hotéis Relais & Châteaux e está localizado na região sul da Bahia, inserido em uma preservada Área de Proteção Ambiental (APA) de Mata Atlântica. O hotel prima pelo bem estar e pela sustentabilidade, incluindo cuidados com o meio ambiente,  baixa densidade de ocupação, interação total com a comunidade e a valorização da cultura local. 

O Hotel segue uma linha rústica elegante que está muito bem integrada à natureza local. O serviço é delicado e atencioso, fazendo com que os hóspedes se sintam muito a vontade e felizes de estarem lá. 

Alí os dias começam cedo com um reforçado café da manhã e muita variedade! Sucos, frutas, pães, tortas, doces e bolos feitos com receitas tradicionais da região usando ingredientes típicos, geralmente acompanhados de um belo sol e um sorriso no rosto.

Café da manhã no Txai

Café da manhã no Txai

As piscinas do Txai são uma atração à parte: são cinco no total, com serviço de bar (até as 16hs), duchas de água doce, toalhas, e demais serviços de piscina e praia. Com exceção da piscina Shamash, que fica no alto do morro, todas as outras estão a poucos passos da praia.

txai-piscinas

A principal é o coração do Hotel, que fica ao lado do restaurante e de frente para a praia. Um lugar que inspira natureza, dá vontade de ficar alí o dia todo relaxando e curtindo o cenário.

txai2

No verão, os hóspedes são recepcionados na piscina com drinks de frutas regionais da estação. Um barman da comunidade local apresenta as bebidas e também ensina como prepará-las, sempre com um toque da Bahia para que as pessoas levem consigo os encantos deste lugar tão enriquecedor. Em algumas noites de verão acontece um luau na praia que costuma ser um sucesso entre os hóspedes!

A praia de Itacarézinho é longa e deserta, com recifes por toda sua extensão. É bastante procurada por surfistas devido a estrutura de barracas e cascata de água doce no canto. É uma das mais bonitas de Itacaré. Vale a pena caminhar um pouco pela areia e quem sabe fazer a trilha para conhecer as praias vizinhas.

itacare1

Para relaxar após um dia de muito sol e mar, o Txai tem duas salas de estar,  a Sala de Estar Norte, no Casarão Vermelho, que é um grande lounge de portas abertas para a natureza, amplo e arejado inspirado nas grandes e antigas fazendas de cacau, e a sala de Estar Sul que tem vista para o mar e para a piscina. Confortável e relaxante, com decoração interessante formada por peças das diversas culturas indígenas do Brasil.

txai-salas

Para um momento de relax o Spa Shamash Healing Space é o lugar ideal! Ttem uma das vistas mais privilegiadas do resort, uma piscina privada, um pequeno bar com alguns chás e aperitivos.

txai5

As salas de massagem são amplas e de vidro, ficando totalmente integradas à natureza exuberante do local.

São diversos tipos de massagens e tratamento. No verão o “After Sun Treatment”, é o tratamento ideal  para ser feito após curtir a praia de Itacarezinho ou as piscinas do hotel. Nele, é usado óleo de coco gelado com lavanda e aloe vera para refrescar e trazer o clima da Bahia ainda mais próximo de quem experimentar o tratamento. Como a pele é o maior órgão de eliminação de impurezas do corpo, ela merece essa atenção especial.

txai-spa

São vários espaços comuns no resort, que podem dar lugar a uma conversa, leitura de um bom livro e meditação, com vários sofás, redes e piscinas a poucos metros do mar.

O espaço de leitura é um cantinho dedicado não só à leitura como também para apreciação da fauna, flora, cultura e a arte brasileira, com divãs distribuídos de frente para a vista dos verdes coqueiros.

txai-sala-de-leitura

O espaço gourmet oferece aos hóspedes um espaço para ficarem entre amigos e cozinharem seu próprio jantar, tudo facilitado pela equipe da cozinha que fornece todos os ingredientes.

A gastronomia do Txai também encanta os hóspedes com sabores e aromas únicos. Os chefs da casa preparam saborosos pratos que são a cara da Bahia, com peixes e frutos do mar frescos, muitos legumes e hortaliças recém colhidas. A maioria dos produtos vem de agricultores locais, ação proporcionada pelo instituto Companheiros do Txai, que assessora famílias no cultivo de hortaliças orgânicas.

txai3

Para um jantar especial o menu degustação de seis etapas pode ser servido no deck do restaurante, na adega ou no Espaço Gourmet que comporta até 16 pessoas.

Para um momento especial, o Txai oferece jantares exclusivos para casais, à luz de velas e flores sobre a mesa, servidos em pontos estratégicos do resort, em harmonia com as condições de clima e espaço. Há um bar em cada sala de estar e em cada piscina, que serve drinks de frutas tropicais, coquetéis, sucos, além de vinhos, cervejas, outras bebidas alcoólicas e não alcoólicas, e também oferece um amplo cardápio de petiscos e sanduíches.

As acomodações do resort são lindas e com clima tropical. Os Bangalôs são super elegantes e ultra exclusivos. Em meio a mata é como se você estivesse sozinho em um paraíso com um serviço vip! Já pensou?

txai-bangalos

Tive o prazer de me hospedar em um deles, no Premium e posso dizer que é perfeito. A decoração, os mimos, a delicadeza no serviço, a qualidade dos produtos me encantaram e tornaram a minha estada inesquecível.

txai6

Mimos especiais para o LeBlog

São três opções, o Bangalô Premium e o Bangalô Luxo, que tem 70m² construídos sobre um deck de madeira, suspenso em palafitas e uma varanda privativa, com espreguiçadeiras. Eles tem vista para o mar e para a mata local, além de uma piscina privativa; o Bungalô Superior tem 60m² e é também construído sobre um deck de madeira, suspenso em palafitas e tem varanda privativa.

txai-bedroom

Todos os bangalôs são equipados com um mini-bar, cofre, telefone, ar condicionado, chuveiro externo e uma cama king size. Estão distribuídos por todo o terreno do Txai, tanto na praia, como no morro.

txai-bath

No verão, um fenômeno especial que acontece nas areias da praia de Itacarezinho é a desova de tartarugas. O Txai mantém o projeto Txaitaruga em cooperação com o projeto Tamar, em que biólogos monitoram ninhos de tartarugas marinhas. São aproximadamente 90 ninhos que recebem monitoramento diário e que podem ser conhecidos pelos hóspedes. (Até março).

Diárias 

Diárias a partir de R$ 1.705,00 + 5% de impostos com café da manhã. Uma criança de até 12 anos não paga hospedagem na acomodação dos pais.

Como Chegar

Rodovia Ilhéus – Itacaré/Bahia BA 001 – km 48

Quatro companhias aéreas nacionais realizam voos diretos das principais capitais brasileiras para Ilhéus: TAM, Gol, Azul e Avianca

Clique aqui para reservar este hotel.

Para mais dicas da Bahia clique aqui!

Tahiti é a maior e mais importante ilha da Polinésia Francesa e fica no arquipélago das Ilhas Sociedade “Les iles de la Societé” (designação atribuída pelo explorador britânico James Cook, que visitou o Taiti quatro vezes, de 1769 a 1777). Na costa noroeste da ilha está Papeete, capital do Tahiti, e única com aeroporto internacional, o que a torna porta de entrada da Paolinésia. Como muitos dos voos vindo de outros países chegam tarde da noite, a melhor opção é se hospedar uma ou duas noites na cidade antes de seguir viagem para a ilha de destino.

*A Polinésia Francesa é composta por 118 ilhas das quais 67 são povoadas, em cinco arquipélagos principais. Tahiti, Moorea e Bora Bora são as ilhas mais conhecidas e desejadas por casais em lua de mel.

Chegar no Tahiti é emocionante desde o início. A paisagem é deslumbrante, o clima é tropical e o povo caloroso e hospitaleiro. O aeroporto de Papeete é relativamente pequeno e tranquilo com jeitão de férias. Enquanto os passageiros desembarcam do avião são recepcionados por nativos que felizes cantam e dançam músicas típicas locais.

papeete12

Chegando no hotel mais mimos para os visitantes. Os hóspedes são recepcionados com lindos colares de flores Tiare, as mesmas que perfumam toda a região.

Na saída ganhamos de presente colares de conchas que na simbologia significa que como elas pertencem as ilhas teríamos que voltar para devolve-las. Seria como um “Voltem sempre”. 

O Tahiti tem uma cultura muito rica e interessante que é mantida e repassada de pais para filhos nos famílias tradicionais. Uma cultura muito ligada à natureza e seus encantos. Como eles dizem por lá: “Nós pertencemos a natureza e não ao contrário”. A natureza é muito respeitada por lá. Os frutos e as flores tem histórias e fazem parte da cultura. Uma viagem de encantamento e descobertas. Tudo isso cercado por um cenário paradisíaco e um sorriso maroto no rosto.

Foto no Le Taha'a - Taha'a Island

Foto no Le Taha’a – Taha’a Island

Ligue a câmera e prepare-se para ver cenas muito impressionantes: o mar azul que vai do turquesa ao cristalino, peixes coloridíssimos, pôr do sol laranja fulminante, natureza exuberante, muitas flores perfumadas e coco, muito coco. Bem-vindo à Polinésia Francesa e seus encantos. Iaorana (olá em tahitiano).

Com dois ícones do Tahiti, as flores e o coco

Tahiti é também a ilha com maior atividade noturna e lugares de interesse cultural. A península de Tahiti Iti, no lado oposto de Papeete tem montanhas e cachoeiras, ideal para quem gosta de fazer trilhas, explorar o ecoturismo e ter uma experiência com o povo local.

O centro de Papeete é bem movimentado mas poderia ser mais bem cuidado. As ruas não são bonitas e algumas acumulam bastante lixo.

O que fazer

Para conhecer a cidade o ideal é fazer um tour guiado começando pelo centro e passando pelos pontos mais importantes da cidade. Le Truck são os transportes públicos e pitorescos do Tahiti: consiste em um tipo de ônibus aberto. São coloridos e divertidos.

Como ficamos somente um dia em Papeete não conseguimos conhecer tudo. Começamos com uma visita ao “Marche de Pepeete” que como os grandes mercados tem de tudo um pouco. Ideal para comprar artesanato de conchas, chapéus de palha, coloridos pareôs e sandálias fechadas de borracha, muito necessárias por causa dos corais das praias.

papeete18

Lá é o grande mercado da cidade e vendem também peixes, frutas, flores, carnes, temperos, artesanatos e lembrancinhas. (Os óleos e sabonetes polinésios são bem cheirosos, principalmente os de Tiare, a flor típica que perfuma toda a ilha e enfeita a cabeça das polinésias). Legal para passear e comprar lembrancinhas e coisas típicas do Tahiti. Tudo é um pouco caro como quase tudo no Tahiti. Inclusive as famosas pérolas negras que estão por todo canto em anéis, pulseiras e brincos.

Um bom lugar para provar frutas e sanduíches locais também.

O restaurante Café Maeva serve pratos locais como o delicioso Atum cru com leite de coco –  “Thon a là thaitienne” .

papeete14a

Seguimos então para um delicioso passeio nas canoas tahitianas – Pirogue Thaitienne“.

Elas já existiam muito antes da chegada dos europeus. Na verdade, os primeiros polinésios foram grandes navegadores e descobriram o Taiti e suas ilhas a bordo de canoas duplas.

papeete13

O passeio sai de Venus Beach, dura uma hora e meia e passa pela costa de um dos lados do Tahiti onde James Cook chegou há quase 300 anos atrás (diz a lenda).

Ainda hoje há cerca de 30 000 praticantes do esporte e acontecem várias competições durante o ano que agitam as lagoas do Tahiti como a “Super Aito” em agosto. O Hawaiki Nui Va’a, que acontece em outubro, é a maior de todas. É uma corrida que consiste em três etapas, conecta Huahine para Bora Bora em 128 km.

Durante o evento participantes remadores não vêm apenas do Taiti e suas ilhas, mas também na Nova Caledônia, Havaí e até mesmo da França.

Depois seguimos viagem para a Ilha de Huahine – Raiatea e Tahaa. – Logo mais dicas destes outros destinos aqui no LeBlog!

Algumas outras dicas de passeios para fazer em Papeete:

A Notre Dame Cathedral foi concluída em 1875 e restaurada em 1987. Observe a mistura de estilos de Tahitian e europeus nos vitrais e estátuas que enfeitam a igreja que fica em Notre Dame Square.

papeete17

É uma atração histórica popular, uma das mais antigas e maiores igrejas em Papeete.

O Centre Vaima é o maior shopping center do Tahiti. Lá está o famoso Museu de Pérolas e também diversas operadores de turismo (caso queiram agendar algum passeio). Tem também uma livraria, joalherias, e um duty-free shop.

O “Black Pearl Museum” é o único museu do mundo dedicado à pérola negra. Repleto de exposições informativas que detalham o tesouro subaquático em arte, história e literatura. Muito interessante para saber mais sobre a renomada pérola negra tahitiana, o processo de cultivo, até como trazer as pedras preciosas do mar para a superfície. Há ainda uma exposição com peças que foram usadas pela realeza.

Não deixe de passar pela Câmara Municipal de Papeete, pelos Jardins da Assembléia Territorial passando pelo monumento do General de Gaulle, Bougainville Park, Banyan Tree Gauguin, o Palácio Presidencial.

papeete16

Câmara Municipal de Papeete

Para quem quiser conhecer algo diferente, divertido e barato, os Roulottes, são food trucks que servem comida simples e saborosas em um ambiente a céu aberto que muitas pessoas da cidade frequentam. A maioria deles é de comida chinesa e fecha por volta das 22hs.

Os tours feitos em Segway são bem divertidos e dinâmicos, duram cerca de duas horas e meia.

Já os passeios em jipes 4×4 duram uma tarde inteira e levam o visitante para o Monte Marau a uma altitude de 3600 pés para avistar o pássaro de Punaruu Valley e uma fortaleza construída pelos franceses durante a revolta de Tahitian de 1844 a 1846, (o local é agora usado como uma estação de retransmissão de TV). Continuando o passeio, a 4320 pés, há um magnífico panorama dos picos mais altos da ilha: Orohena, Aorai, Tetufera e Teamaa. A excursão continua ao furo do sopro de Tiarei Arahoho, uma atração que fica na estrada de Tahiti na base de um penhasco íngreme em um ombro estreito no lado da montanha da estrada.

Depois o passeio segue para o Vale Fa’aurumai para visitar as três cachoeiras. A floresta em ambos os lados deste pequeno vale é espessa, quase impenetrável e cheia de árvores “hutu” e “mape” (castanheiros, apenas encontrados nas Ilhas da Sociedade). Se olhar com cuidado, dá para notar frutas de estrela, goiaba e “mape” ao longo da trilha. Do estacionamento, há várias centenas de metros de Vaimahutu, a primeira queda, que cai 100 pés diretamente em uma piscina. Continue a caminhada rainforst e mais 20 minutos estão às outras duas quedas: Haamaremare Iti e Haamaremare Rahi.

Onde ficar

O Intercontinental Tahiti Resort & Spa oferece o conforto de uma grande rede de hotéis em um ambiente privilegiado cercado pela natureza exuberante, com o clima de vida praiana dos taitianos.

intercontinental-2

O hotel está bem próximo ao aeroporto e é uma das melhores opções de hospedagem. O maravilhoso clima do Tahiti está presente em todas as suas instalações e serviço. Na entrada ganhamos os famosos colares de Tiare pelos taitianos simpáticos que estão sempre dispostos a ajudar e informar sobre o lugar. (A maioria deles fala inglês e muitos deles também francês, o que facilita muito a comunicação).

Chegando no Tahiti!

Strike a pose!

A piscina em frente ao mar com borda infinita é um presente de boas vindas para quem acaba de chegar!

papeete1

O complexo está em frente ao mar e inclui piscinas com fundo de areia, com cascatas, com bar aquático além de uma jacuzzi.

papeete2

*Clique aqui para ver post completo do hotel.

Curiosidades

Motus à são pequenas ilhotas próximas as ilhas principais.

Pareo é o nome das vestes das nativas que lembram as nossas cangas.

Praticamente todas as mulheres usam uma flor na orelha, um grande hibisco vermelho ou uma discreta tiare branca. Se a flor estiver colocada na orelha esquerda é porque a mulher é comprometida. Se for na direita, é porque está aberta a um novo relacionamento.

Os tahitianos adoram tatuagens, e elas são grandes e muito interessantes.

Hinano é a marca da cerveja mais famosa da Polinésia Francesa. É uma delícia.

Informações importantes

Os idiomas oficiais são o francês e o maohi (tahitiano), mas muitos falam inglês e um pouco de espanhol.

A moeda local é o Franco francês do Pacífico XPF mas alguns hotéis e restaurantes aceitam dólar. Melhor trocar uma quantia antes de embarcar para pequenas compras.

Brasileiros não necessitam de vistos para estadias até 3 meses.

Apesar de chover bastante o clima geralmente é bom e as chuvas duram pouco tempo.

Não esqueçam de levar protetor solar, chapéu, chinelo, câmera e se tiverem sapatinhos para caminhar nos corais levem também!

Como chegar: 

A Air Tahiti Nui tem vôos saindo de São Paulo para Papeete via Los Angeles com American Airlines (necessário visto americano).

Air Tahiti Nui é a companhia aérea internacional da Polinésia. Air Tahiti é a cia aérea nacional da Polinésia.

*O LeBlog fez esta viagem à convite da Secretaria de turismo da França e do Tahiti em parceria com a American Airlines, Air Tahiti e Air Tahiti Nui.