Gastronomia

POSTAGENS RECENTES

VER RESUMOS

O restaurante Fôrno abriu as portas no inicio de agosto e já esta fazendo o maior sucesso em São Paulo com longas filas porta afora. Dos mesmos sócios do Holy Burger, a casa tem menu casual em um ambiente super descolado.

Em uma pequena casa do ano de 1860 na Vila Buarque, com cozinha aparente. A casa é um misto de salumerias de Milão, delis nova iorquinas, com balcão em madeira, de onde é possível ver todo o movimento dos cozinheiros, o grande forno de onde saem as deliciosas pizzas e focaccias, os embutidos sendo fatiados, a preparação de sanduíches, etc.

O cardápio desenvolvido por Filipe Fernandes é enxuto e tem influências de vários países. Os sanduíches são feitos com pães preparados na casa – focaccia, ciabatta, brioche e campagna, pizzas são de fermentação natural – 48 horas, são elaboradas com farinha napolitana 5 Stagioni.

forno1

Algumas das especialidades do cardápio são a “Pizza amassada”; com Grana Padano, rúcula, burrata, cebola roxa e azeite, a tábua de frios (R$ 33 e R$ 50) com uma seleção do dia de embutidos e queijos; pizzas Calabreza, Margherita, Marinara e Prosciutto e o Cubano (R$ 23) com ciabatta, presunto cozido feito aqui, maionese e picles de cebola roxa.

Dentre as sobremesas está o maravilhoso mousse de chocolate (R$ 20) com chocolate belga 80%, raspas de laranja e Bourbon.

forno2

Outro destaque na casa é a coquetelaria com clássicos como Negroni, Manhattan, Old Fashioned, Fitzgerald, Ny Sour,  e os assinados como Smoked Boulevardier, Fôrno G&T e Milano Torino. Vale a pena chegar um pouco antes da reserva, tomar um drink enquanto curte um pouco dessa atmosfera que parece ter vindo mesmo de um bar de Nova Iorque.

Assim como o Holy Burger, o Fôrno também tem o intuito de viabilizar recursos para dois projetos sociais e gerar emprego para os adolescentes e jovens. As organizações que viabilizam esse trabalho sao as ONGs Extreme Impact e Um Novo Tempo, também sediadas no centro da cidade. Os projetos levam arte, cultura, esportes e ações sociais, trazendo dignidade à comunidades carentes. O trabalho acontece há treze anos, e já passou por todo o país, incluindo recente viagem à Amazônia, Peru, Argentina e Paraguai.

FÔRNO  |  R. Cunha Horta, 70, Vila Buarque, São Paulo. (11) 2645-9499

Para mais dicas de restaurantes em São Paulo, clique aqui.

No último fim de semana fui conhecer o Cabana Burger, nova hamburgueria dos Jardins em São Paulo. A com uma proposta moderna e descolada inspirada nas hamburguerias nova-iorquinas. O projeto do Cabana assinado pelo escritório de arquitetura Lodo Barana manteve a originalidade da casa dos anos 40 e deu voz ao significado do nome, com predominância de um estilo mais rústico com revestimento de tijolos aparentes e madeira de demolição. São mais de 70 lugares num mix de sofás, cadeiras e banquetas despojadas.

O ambiente é informal e aconchegante. As plantas e o tijolo aparente dão uma atmosfera mais rústica cool.

casa é exatamente de trazer a sensação de os clientes se sentirem um pouco fora de São Paulo, como em uma cabana onde tudo é mais simples, rústico.

cabana-burguer-1

O cardápio saiu do óbvio das hamburguerias e trouxe as batatinhas fritas em 4 diferentes sabores incluindo a Truffle Fries que é sucesso garantido.

São nove tipos de hambúrgueres, com destaque para o tradicional Cabana Burguer (burguer com american cheese, alface, tomate e molho cabana servido no pão da casa – R$ 19,00), Mushroom Burguer (burguer de cogumelo recheado com cheddar, empanado e frito, alface, tomate e molho cabana servido no pão da casa – R$ 26,00) e o Flip Flop, uma junção dos dois citados (R$ 32,00). O pão é receita exclusiva da casa, inspirado no clássico Martin’s Potato Roll com um toque especial do Cabana, feito sob medida pela Santo Pão.

Os lanches vem para a mesa em travessas de aço inox e os sucos e refrigerantes são servidos em copos de plástico. Um serviço simples, descomplicado e inteligente.

cabana-burguer-4

Para a turma veggan ou de dieta o menu traz ainda três opções de saladas.

As sobremesas, assinadas pela Le Botteghe Di Leonardo, são três receitas exclusivas: Brownie (R$ 18,00), Cheese Cake especial da casa (R$ 18,00) e Homemade cookie (R$ 10,00 e R$ 20,00 com sorvete).

cabana-burguer-5

Vale um destaque especial para os Shakes, são 6 opções além do “Wow Shake” com 600ml de shake de Nutella com chantilly e calda de chocolate + homemade cookie recheado com Nutella.

Provando o Shake de paçoca!

Provando o Shake de paçoca!

A carta de drinks é assinada pelo mixologista Marcio Silva.

Cabana Burguer  |  Rua Oscar Freire, 56, Cerqueira Cesar, São Paulo.

Clique aqui para ver mais dicas de restaurantes em São Paulo.

Na semana passada o Leblog foi para a Fazenda Santa Alina em São Sebastião da Grama à convite da KitchenAid para conhecer as novas cafeterias  e a nova parceria da marca com os cafés especiais Suplicy.

Através de uma imersão no universo do café foi possível conhecer mais sobre o cultivo e a produção dos grãos desde o plantio até chegar à mesa.

cafe1

O dia começou com um típico e delicioso almoço mineiro seguido de uma visita à plantação, workshop e degustação de cafés. Foi uma tarde muito agradável.

cafe2

Hoje, a Fazenda Santa Alina é administrada pela 4° geração da família e conta com 239 hectares cultivados, sendo referencia na produção de cafés de alta qualidade. São grãos das variedades Bourbon Amarelo, Mundo Novo, Bourbon Vermelho, Catual 2SL, Catual Amarelo 62, Catual Vermelho 144 com característica distintas que agradam a exigentes compradores em todo o mundo.

Fizemos uma visita a produção com Fante que hoje é o degustador de café na Fazenda Santa Alina. Eles tem uma produção de 5500 sacas nas variedades de café: Mundo Novo, Bourbon Amarelo, Bourbon Vermelho, Catuaí 2SL, Catuaí Amarelo 62, Catuaí Vermelho 144.

cafe3

Tivemos a oportunidade de colher café por duas horas. Os cafés da Fazenda Santa Alina são de planície e de montanha e sua colheita é 100% manual. Foi uma experiência única, e apesar de ser uma atividade bem difícil e cansativa, é muito recompensador ter esse contato com os grãos em sua forma mais natural.

cafe6

O passeio terminou de uma maneira bem interessante. Cada convidado plantou uma arvore para deixar de lembrança na Fazenda e assim, ajudar o planeta.

cafe

Foi uma experiência muito recompensadora!

cafe4

Para entrar com grande estilo nesse segmento do mercado de cafés, a KitchenAid, que é sinônimo de inovação e performance na cozinha lançou a Cafeteira de Sifão e o Moedor de Grãos e Temperos, que chegaram como opções para quem procura um café de qualidade, preservando suas características marcantes. A estreia na categoria ocorreu em março, com o lançamento da Cafeteira Automática e Prensa Francesa e, agora, o aumento do portfólio vem reforçar a preocupação em disponibilizar produtos premium, com design moderno e funcionalidades que estimulem uma produção de cafés artesanais.

Cafeteira de Sifão

cafe1

Ideal para quem busca fazer um café com sabor complexo, de forma prática e fácil, assistindo a verdadeiro espetáculo de um café feito a vácuo.
Neste processo, usa-se moagem grossa-média para os grãos de café.

– Preço sugerido: R$1.399,00

Moedor de Grãos e Temperos
cafe2
Alia rapidez e praticidade, permitindo moer em casa os grãos de café de maneira rápida e artesanal. Basta manter a tampa pressionada para alcançar o resultado esperado.

– Preço sugerido: R$649,00

Cafeteira Automática
cafe3
Ideal para o preparo de um café coado e de sabor balanceado, adaptado às suas necessidades e gosto, de forma fácil e rápida.
Neste processo, usa-se moagem média para os grãos de café.
Principais benefícios:
– com sua função Programar é possível agendar o horário de preparo do café, com até 24 horas de antecedência;
– possui controle de intensidade para controle do café com sabor médio ou forte;
– possui função Pausa que permite retirar a jarra da cafeteira e servir antes que o preparo completo seja finalizado. Uma válvula especial sela a saída de café e impede que caiam gotas por 30 segundos;

– Preço sugerido: R$ 799,00

Prensa Francesa
cafe4
Produz um café forte e intenso e com corpo completo. A prensa francesa é um método artesanal, onde o café e a água são misturados e depois separados por um filtro, empurrado por um êmbolo. Neste processo, usa-se moagem grossa para os grãos de café.

– Preço sugerido: R$ 699,00

Para mais informações visite o site.

As cervejas Orí acabam de ser lançadas no mercado com fórmulas exclusivas, autorais e personalidade marcante.

A Orí se apresenta ao mercado com uma identidade singular que visa uma imersão maior dos clientes nesse universo da história da cerveja, onde homens buscavam a transcendência da matéria e a elevação da alma no simples ato de apreciar a bebida, além de aguçar e ativar os sentidos com os seus aromas e sabores únicos,

ori 2

A criação da Orí começou com quatro estilos: Witbier, Alive!Ipa, Vienna e Extra Staut. As cervejas contam com o crivo do jovem e renomado mestre cervejeiro Bernardo Gava – certificado pelo instituto VLB Berlin. O resultado é um terroir engarrafado, com produção local e qualidade internacional”.

A concepção da marca, bem como identidade visual das cervejas conta com a assinatura do artista plástico Dado Motta do estúdio Mandala que fez um ótimo trabalho trazendo brasilidade ao rótulo.

ori 1

– Witbier: Originalmente produzida dentro de igrejas belgas há mais de 400 anos, o sabor desta “cerveja branca” de trigo vem das especiarias a ela acrescentadas, sendo casca de laranja e semente de coentro as mais tracionais. Ao mesmo tempo leve e complexa, cítrica e picante, seu sabor certamente ficará gravado na memória. A receita da Orí inclui leveduras belgas e lúpulo Smaragd, picante e floral. Malte Pilsen, flocos de trigo, uma pitada de flocos de aveia. Sementes de coentro, cascas de laranja amarga e folhas de camomila.

Graduação alcoólica: 5,4%
Temperatura de consumo: 6 – 8 graus
13 IBU

– Alive!Ipa: Dourada e de corpo leve, a Ipa é “alive” por um motivo especial: ela não é pasteurizada, ou seja, tomar a A!Ipa é similar a tomar a cerveja in natura, como se estivesse ao lado do tanque onde ela foi fermentada e maturada. Por ser bem lupulada, possui características marcantes: aroma intenso com notas frutadas, herbais e amargor acentuado, presente, porém macio. A receita inclui maltes Pilsen e caramelo alemão com um blend de lúpulo Mosaic, Cascade, Citra, Crystal e Centenial (EUA) com Sorachi Ace (Japão).

Graduação alcoólica: 3,8%
Temperatura para consumo: 9 -12 graus
50 IBU

– Vienna: Oficialmente criada no início do século XIX na Áustria, a origem desta receita encontra-se três séculos antes, tornando-a uma das mais clássicas ainda existentes. Cerveja avermelhada de sabor e aroma elegantes, apresenta notas levemente tostadas e adocicadas com um toque floral que contrasta perfeitamente com o amargor do lúpulo. A receita inclui maltes Pilsen e Vienna com um blend de maltes caramelo alemães.

Graduação alcoólica: 4,7%
Temperatura de consumo: 6 – 8 graus
20 IBU

– Stout: Originária do século XVIII, e hoje um dos estilos mais apreciados no mundo, a Extra Stout é uma derivação irlandesa das tradicionais cervejas da escola britânica. Cerveja escura e robusta, de marcante gosto aveludado, seu caráter tostado e levemente seco remete ao café e ao chocolate, que contrasta e se equilibra com notas de frutas pretas como ameixas, mesclando o amargo do lúpulo ao adocicado do malte. A receita inclui um blend de maltes alemães, levedura Ale inglesa, lúpulo britânico East Kent Golding e cereais não maltados conferem aromas de cacau, café e tabaco à receita.

Graduação alcoólica: 6,75%
Temperatura de consumo: 14 graus
30 IBU

Todas as cervejas da Orí ficam 30 dias em um barril de inox, 25 dias maturando para a sua finalização. O conceito da cerveja artesanal, feita a mão, como uma dobradura de papel: passo a passo, sem corte ou emenda. Uma verdadeira honestidade do sabor em forma de verdade.

Para saber mais, visite o site.