Bem Estar

POSTAGENS RECENTES

VER RESUMOS

Para aa coluna de saúde desta semana aqui no LeBlog o Hospital Santa Paula preparou 10 dicas preciosas para um ano mais saudável e equilibrado;

– Fortaleça músculos e ossos – As mulheres começam a perder densidade óssea depois dos 35 anos, aumentando o risco de osteoporose. Ninguém precisa ser maratonista para fortalecer os ossos. Mas também não se deve levar uma vida sedentária. Segundo Miriam Nelson, diretora do Centro de Atividade Física da Tufts University, nos Estados Unidos, o ideal é adotar exercícios de baixar e levantar durante dois minutos por dia. Todos os dias. Não é preciso se matricular em uma academia, mas é necessário constância para fortalecer os músculos

– Coma alimentos ricos em cálcio – De acordo com a doutora Maria Cecília Anauate, reumatologista do Hospital Santa Paula, comer peixes, queijos, amêndoas, iogurtes e espinafre fortalece os ossos e evita fraturas

– Beba vinho tinto – Uma em cada três mulheres morre de doenças do coração. Mas, as estatísticas podem ser transformadas. Mulheres de meia idade que não estão acostumadas a consumir álcool e passam a tomar uma pequena taça de vinho tinto ao dia diminuem em até 68% as chances de sofrer um infarto. De acordo com a doutora Dana King, da Universidade da Carolina do Norte, quem aumentar a ingestão de álcool correrá mais riscos de sofrer de hipertensão, doenças hepáticas e câncer de mama. “Apesar de aconselhável, nenhuma atitude deve ser tomada sem consultar o médico particular

– Use protetor solar labial – Usar protetor solar diariamente já está se tornando hábito entre os que estão bem informados sobre os efeitos maléficos do sol e do aquecimento global. Mas você sabia que seus lábios também são vulneráveis ao envelhecimento precoce e ao câncer? De acordo com a dermatologista Christine Brown, da Universidade de Dallas, quando o câncer de pele ocorre no lábio inferior, costuma ser muito mais agressivo e apresentar metástase. Portanto, acostume-se a usar protetor solar labial fator 30 diariamente, durante todos os dias do ano

– Cuidado com o salto alto – De acordo com o ortopedista Lafayette Lage, os dois principais vilões dos pés femininos são os saltos altos e o envelhecimento. Insistir no uso de um calçado que concentra o peso do corpo na ponta dos pés certamente vai acelerar o surgimento de dores nas costas ou mesmo fraturas por estresse. Além disso, são freqüentes as torções e quedas de calçados com solado plataforma ou mesmo daqueles modelos que não são presos no tornozelo

– Adote a dieta mediterrânea – A dieta do Mediterrâneo sempre foi associada à vida longa. De acordo com a doutora Silvana Chedid, especialista brasileira em Reprodução Humana, as pessoas devem consumir mais vegetais, legumes, cereais integrais, sementes, azeites, peixes e queijos magros. Além disso, alguns alimentos são ‘obrigatórios’: tomate, alho, maçã, nozes e vinho. “Essa dieta, quando associada a exercícios moderados, como caminhadas diárias, é uma grande aliada no processo de recuperação da saúde

– Ria mais – Pessoas felizes vivem mais e melhor, enquanto pessoas mal-humoradas, estressadas, tristes e deprimidas vivem menos. De acordo com o cardiologista Otávio Eluf Gebara, do Instituto de Cardiologia de São Paulo, pessoas felizes liberam quantidades menores de cortisol, substância que participa no desenvolvimento de hipertensão e aterosclerose – doenças responsáveis pela maioria das mortes em todo mundo

– Mantenha o stress sob controle – Doenças periodontais, dores faciais, dor na mandíbula, herpes labial, bruxismo, dor de cabeça e até mesmo insônia são alguns indícios de que a pessoa necessita não só de um tratamento dental, mas de uma terapia complementar para manter os níveis de stress sob controle. De acordo com o doutor Marcelo Rezende, diretor da Smiling Dental Care, “a boca denuncia o temperamento da pessoa. Depois de um exame detalhado e de chegar a um diagnóstico dos problemas bucais, é possível identificar condições que devem ser tratadas por outros especialistas, a fim de evitar a repetição desses episódios

– Proteja-se do sol – De acordo com o cirurgião plástico Robert Jan Bloch, o excesso de sol não só é o grande vilão do envelhecimento precoce, como também pode comprometer o sucesso de procedimentos estéticos. “O líquido anestésico pode permanecer no organismo do paciente por vários dias e contribuir para que a circulação sangüínea seja mais lenta até sua completa eliminação. E o sangue que se espalhou pelos tecidos da pele, gerando manchas roxas, pode ter sua pigmentação fixada pelo sol em caso de o paciente negligenciar as recomendações do pós-operatório e se submeter à exposição solar sem fotoproteção

– Cuide bem do seu dinheiro – Pessoas que atravessam sérios problemas financeiros acabam somatizando diversas doenças. “É comum o indivíduo apresentar baixa imunidade para gripes e resfriados, alergias, obesidade, problemas de pele, hormonais, cardíacos e gástricos. Nesses casos, além do médico especialista, é importante a pessoa consultar também um psicólogo, que poderá ajudá-la a encontrar maior equilíbrio e soluções para seus problemas materiais”, diz Luiz Gonzaga Leite, chefe do departamento de psicologia do Hospital Santa Paula.

Matéria publicada em: Universo da Mulher

Para mais dicas de saúde, clique aqui.

Depois do carnaval, o ano começa pra valer! Para quem ainda não retomou à ativa após os feriados prolongados agora é a hora. Muitas pessoas só retomam as atividades físicas pós-folia, muitas para ficar em forma e alcançar o corpo ideal. Mas na pressa de perder peso para compensar os estragos é comum que algumas pessoas cometam exageros e prejudiquem o corpo.

De acordo com o ortopedista e médico do esporte do Hospital Santa Paula, Fabiano Cunha, o correto é planejar uma prática esportiva regular e de longo prazo. É que, ao iniciar um programa de exercícios, o corpo interpreta seu comportamento e ajusta o metabolismo de acordo com a regularidade dos treinos.? “Para ?os iniciantes, é muito mais efetivo realizar uma caminhada de ?40 minutos, três vezes por semana?, do que caminhar duas horas no domingo e passar mais seis dias sem fazer nada. O corpo gosta de regularidade e se acostuma com isso, seja ?com exercícios regulares ou ?com o ?ócio regular?”, explica.

O médico afirma que muitos ?pacientes ?o procuram ?com a mesma queixa de que fizeram exercícios e depois de um mês não tinham emagrecido nada e ficaram cheios de dores. “É preciso entender o corpo?. Você passa um ano sem se movimentar e de repente volta a caminhar. O cérebro fica confuso, não sabe que você quer emagrecer, só sabe que você não faz exercício. Neste primeiro momento, ?ele ?manda mensagens para o corpo entrar em estado de alerta. Daí que vêm as palpitações, formigamentos e as quedas de pressão que muitas pessoas reclamam no primeiro mês de um programa físico?”?, diz

Para Cunha, o importante é traçar uma meta?: “É importante emagrecer gradualmente, ?sem estressar o corpo e progredir com calma?”. Pela cultura do brasileiro, procuramos apenas um tratamento quando o diagnóstico ou uma lesão já ocorreu. Pouco se trabalha a prevenção de possíveis lesões, especialmente na prática de atividade esportiva. “A maior incidência de lesões acontece por falta de aquecimento ou exagero na realização das atividades, seja por muita intensidade, muita carga ou longa duração”, alerta Cunha

O médico do esporte é o profissional que pode identificar sua condição física atual para planejar a melhor forma de atingir seus objetivos, diminuindo o risco de se machucar. Isto é possível simulando os movimentos do esporte específico com treinos de estabilidade, equilíbrio e ativação muscular para prevenir e aumentar o desempenho. Os exercícios são divididos em níveis e o esportista evolui de acordo com sua capacidade de executar os movimentos com maior precisão e menos gasto energético. “Em qualquer exercício físico podem ocorrer lesões, mas isso não deve te desanimar. Tratadas adequadamente, é possível retomar a rotina em ótimas condições”, conclui o especialista

Dicas para planejar uma prática esportiva regular e de longo prazo

1- Faça um check-up com um médico do esporte antes de iniciar a prática esportiva

2 – Escolha uma modalidade compatível com sua condição física atual

3 – Busque um treinador qualificado

4 – Tenha uma alimentação saudável

5 – Coloque um objetivo nos seus treinos, uma meta; fica mais prazeroso treinar pensando em uma viagem ou algum evento festivo

6 – Aumente o seu limite aos poucos, só assim você irá evoluir, além de evitar lesões e cansaço

Para mais dicas de saúde, clique aqui.

A coluna de saúde de hoje aqui do LeBlog vem com dicas para quem quer aproveitar o ano novo para começar uma vida mais saudável praticando exercícios físicos.

Primeira dica é estar sempre atento para não forçar demais o corpo para evitar lesões. Veja abaixo as dicas do ortopedista e médico de esporte Fabiano Cunha, especialista do Hospital Santa Paula.

No início do ano é comum que as pessoas se matriculem nas academias ou outras modalidades esportivas para ficar em forma. Na pressa de perder peso para aproveitar o verão e o Carnaval, é comum que algumas pessoas cometam exageros e prejudiquem o corpo. Outros começam a se exercitar, não obtém o retorno esperado em um curto espaço de tempo e acabam desmotivados, sem dar continuidade aos exercícios.

De acordo com Fabiano Cunha, o correto é planejar uma prática esportiva regular e de longo prazo. Para tanto, os iniciantes precisam seguir alguns passos:

1– Faça um check-up com um médico do esporte antes de iniciar a prática esportiva;

2 – Escolha uma modalidade compatível com sua condição física atual;

3 – Busque um treinador qualificado;

4 – Tenha uma alimentação saudável;

5 – Coloque um objetivo nos seus treinos, uma meta; fica mais prazeroso treinar pensando em uma viagem ou algum evento festivo;

6 – Aumente o seu limite aos poucos, só assim você irá evoluir, além de evitar lesões e cansaço.

De acordo com o especialista, ao iniciar um programa de exercícios o corpo interpreta seu comportamento e ajusta o metabolismo de acordo com a regularidade dos treinos.

“Para os iniciantes, é muito mais efetivo realizar uma caminhada de 40 minutos, 3 vezes por semana, do que caminhar 2 horas no domingo e passar mais 6 dias sem fazer nada. O corpo gosta de regularidade e se acostuma com isso, seja com exercícios regulares ou com o ócio regular”, explica.

O médico afirma que muitos pacientes o procuram com a mesma queixa de que fizeram exercícios e depois de um mês não tinham emagrecido nada e ficaram cheios de dores. “É preciso entender o corpo. Você passa um ano sem se movimentar e de repente volta a caminhar. O cérebro fica confuso, não sabe que você quer emagrecer, só sabe que você não faz exercício. Neste primeiro momento, ele manda mensagens para o corpo entrar em estado de alerta. Daí que vêm as palpitações, formigamentos e as quedas de pressão que muitas pessoas reclamam no primeiro mês de um programa físico”, diz.

Para Cunha, o importante é traçar uma meta. “É importante emagrecer gradualmente, sem estressar o corpo e progredir com calma”.

Pela cultura do brasileiro, procuramos apenas um tratamento quando o diagnóstico ou uma lesão já ocorreu. Pouco se trabalha a prevenção de possíveis lesões, especialmente na prática de atividade esportiva.

“A maior incidência de lesões acontece por falta de aquecimento ou exagero na realização das atividades, seja por muita intensidade, muita carga ou longa duração”, alerta Cunha.

O médico do esporte é o profissional que pode identificar sua condição física atual para planejar a melhor forma de atingir seus objetivos, diminuindo o risco de se machucar. Isto é possível simulando os movimentos do esporte específico com treinos de estabilidade, equilíbrio e ativação muscular para prevenir e aumentar o desempenho. Os exercícios são divididos em níveis e o esportista evolui de acordo com sua capacidade de executar os movimentos com maior precisão e menos gasto energético.

“Em qualquer exercício físico podem ocorrer lesões, mas isso não deve te desanimar. Tratadas adequadamente, é possível retomar a rotina em ótimas condições”, conclui Cunha.

Clique aqui para ver mais dicas de saúde.

Depois da temporada festiva de Natal e Ano Novo, os exageros com comida e bebida ainda trazem consequências no nosso corpo. Por isso, pedimos para o Dr. Otávio Gebara, cardiologista do Hospital Santa Paula algumas dicas sobre como recuperar as energias, desintoxicar o corpo para começar bem 2017.

Depois de exagerar, não existe cura rápida, já que o corpo toma seu tempo para regular tudo outra vez, mas algumas ações podem acelerar e facilitar o processo:

Se o exagero foi no álcool, a única coisa realmente eficaz e comprovada pela ciência é a hidratação. A dor de cabeça está relacionada à desidratação (uma vez que o álcool estimula a diurese), e aos produtos do seu metabolismo, entre eles, o acetaldeído. Dizem alguns estudos que alimentos ricos em um aminoácido chamado cisteína (ovos, trigo, cebolas e brócolis), podem ajudar a eliminar os metabólitos do álcool. Medicamentos que curam ressaca carecem de fundamento científico para explicar seu funcionamento. Beba bastante líquido (dois a três litros por dia), que os produtos do metabolismo do álcool vão sendo eliminados (lentamente, infelizmente). Evite o café em excesso, uma vez que ele é um estimulante da diurese.

Se houve ingestão de comida exageradamente, o ideal é ficar nos alimentos mais leves por um tempo, como frutas, legumes e sucos. Você deve fazer as refeições normalmente, sem pular nenhuma, no café da manhã pode optar por um suco, nos lanches sempre comer uma fruta e nas refeições comidas mais leves. Peixes e massas leves são boas opções. Evite comidas gordurosas, frios e embutidos.

Um exagero pouco frequente não é problema, mas o preocupante é quando o abuso de álcool ou alimentação é frequente. Portanto, aproveite esse clima de recomeço que o início do ano oferece, e dê uma nova chance àquela rotina mais leve e saudável, sempre com metas plausíveis e de acordo com sua rotina e estilo de vida. De pequenos passos é que são feitas as boas mudanças! Feliz 2017!

Para mais dicas de saúde clique aqui.