Viagens

Huahine foi o segundo destino da minha viagem pela paradisíaca Polinésia Francesa.

Um destino autêntico e místico! A Ilha de Huahine é uma ilha que fica no arquipélago da Sociedade na Polinésia Francesa, conhecida por sua preservação e natureza selvagem. A ilha é rica em história e herança cultural agregada ao cenário com praias deslumbrantes e uma rica vida marinha. Huahine tem uma populacão de cerca de 6.000 pessoas e é conhecida também por ser um museu a céu aberto onde existem diversos parques arqueológicos e mais de 200 templos polinésios que contam mais sobre a magia do local. O Maeva é o maior deles e é usado pelos ancestrais para cerimônias, sacrifícios e encontros reais.

maitai3

O que fazer

O destino é um sonho tanto para um casal  que quer relaxar e curtir a beleza da Polinésia com seus bangalôs românticos sobre as águas, como também para grupos de amigos ou para os mais  aventureiros.

Além dos passeios arqueológicos, Huahine tem diversas atividades para os visitantes, tais como mergulho nos recifes de corais, tour pela plantação de vanilla, visita à fazenda de pérolas, mergulho com tanque de oxigênio, passeio de Jet Ski, trilha ao Monte Pohuerahi, pesca em alto mar, tour pela ilha em uma embarcação tradicional ou barco particular, safari tour em uma 4×4 e passeios à cavalo.

Nós fizemos um passeio bem bacana com a empresa Poe Island Tour. Partimos em direção ao Sul da ilha, para Fare em um jipe 4×4 com uma ótima narração do guia. O passeio dura cerca de 6 horas e continua de barco pelas ilhas.

huahine4

Paramos em “Peter Owen” para conhecer um pouco mais sobre como as famosas pérolas negras são feitas. No início dos anos 60, as primeiras pérolas negras cultivadas eram colhidas na Polinésia Francesa e logo começaram a ser cultivadas em várias ilhas Polinésias. Hoje, as pérolas são o produto mais exportado na Polinésia Francesa, sendo vital para economia da área.

“As lindas pérolas negras são as mais raras pérolas encontradas na natureza. É fato que para conseguir uma pérola negra você teria que abrir mais de dez mil ostras. Felizmente hoje em dia essas pérolas únicas são mais fáceis de serem encontradas devido ao processo de cultivo de moluscos”.

huahine3

O almoço foi muito especial. Em um Motu privativo (pequenas ilhotas próximas as ilhas maiores) foi organizado um piquenique com comida típica e uma tarde de dança e alegria. Os Polinésios são animados e gostam de mostrar sua cultura de uma forma interessante.

huahine5

Onde comer

Omai é o restaurante do Hotel Maitai Lapita e oferece no menu uma fusão da cozinha Francesa com sabores Polinésios e atmosfera agradável com vista ampla da praia e da lagoa. De tempos em tempos são realizadas “noites polinésias” no próprio Omai, com entretenimento de música local e dança. Há também um menu infantil disponível. O restaurante abre diariamente das 6h30 às 9h30 para o café da manhã, das 11h45 às 14h para almoço, e das 18h45 às 21h para jantar.

maitai5

Yatch Club é um restaurante local bem rústico com decoração Polinésia, localizado de frente para o mar. Posui um menu enxuto com  muitas opções de frutos do mar.

huahine2

Destaque especial para a lagosta que é servida com batatinhas e pode ser pedida nos tamanhos pequeno, médio ou grande.

Onde ficar

Huahine tem somente três hotéis. O “Maitai Lapita Village” fica entre um lago e uma lagoa em um antigo parque arqueológico onde os ancestrais Huahine viviam.

Na parte gastronômica do hotel, além do restaurante Omai citado acima, o Oaoa Bar é inspirado na arquitetura Polinésia ancestral, tem música na piscina e deliciosos drinks que podem ser servidos no próprio bar ou também em meio aos jardins ou na praia. A extensa carta de drinks oferece coquetéis exóticos, cervejas locais refrescantes e excelentes vinhos. Aberto todos os dias das 10h as 22h, e às quintas, sábados e domingos das 17h30 as 6h30 da manhã.

As acomodações oferecem conforto e hospitalidade, restaurante e bar, piscina e múltiplas atividades para diversão e relaxamento totais. São três tipos de acomodações: a Garden Bungalow, localizada no parque botânico do hotel, oferecendo quarto espaçoso e qualidade em serviços; a Premium Garden Bungalow tem quartos espaçosos totalmente equipados e construídos no jardim ao lado das habitações polinésias ancestrais, com seu interior inspirado nas artes da cerâmica local e objetos arqueológicos encontrados na ilha. A varanda é presenteada pelo cheiro das flores exóticas; a Premium Lake Bungalow fica na margem do belo lago Serene, com cama King Size, banheiro separado, ar condicionado e uma ampla sala de estar.

maitai4

O Hotel ainda conta com uma loja com artesanato e roupas feitas por artesãos locais além de um museu dedicado à história do povo local.

Os serviços do hotel incluem wi-fi, serviço de lavanderia, assistência médica, equipamentos de mergulho, coletes salva-vidas e canoas, atividades e excursões, aluguel de carros, scooters e bicicletas.

O Hotel também organiza passeios que podem ser agendadas diretamente no momento da chegada.

maitai6

Existe a possibilidade de se hospedar na casa de um local. É uma opção mais simples e mais em conta e possibilita ao viajante se aprofundar mais na cultura local.

Clique aqui para reservar seu hotel em Huahine.

Informações importantes

Os idiomas oficiais são o francês e o maohi (tahitiano), mas muitos falam inglês e um pouco de espanhol.

A moeda local é o Franco francês do Pacífico XPF mas alguns hotéis e restaurantes aceitam dólar. Melhor trocar uma quantia antes de embarcar para pequenas compras.

Brasileiros não necessitam de vistos para estadias até 3 meses.

Apesar de chover bastante o clima geralmente é bom e as chuvas duram pouco tempo.

Não esqueçam de levar protetor solar, chapéu, chinelo, câmera e se tiverem sapatinhos para caminhar nos corais levem também!

Como chegar: 

Air Tahiti Nui tem vôos saindo de São Paulo para Papeete via Los Angeles com American Airlines (necessário visto americano).

Air Tahiti é a cia aérea nacional da Polinésia e opera vôos a partir de Papeete para diversas ilhas que duram uma média de 20 a 30 minutos, e custam a partir de US$ 150.

huahine

*O LeBlog fez esta viagem à convite da Secretaria de Turismo da França e do Tahiti em parceria com a American Airlines, Air Tahiti e Air Tahiti Nui.

Para mais dicas sobre a Polinésia Francesa clique aqui.